quarta-feira, 19 de maio de 2010

Ainda a propósito da homenagem a António Torrado - um texto colectivo do 5º E

Lá vem a Nau Catrineta
Que tem muito que contar
Ouvi agora senhores
Uma história de pasmar!
Alto! Alto!
Mas o que é isto?
Não é esta história
Que viemos apresentar!

Então, se não é a Nau Catrineta
Que viemos aqui contar
Diga lá, menino sabe-tudo
Qual é a história a apresentar?

Lá vem a Nau Catrineta
Que tem muito que contar
É a história de um escritor
Que veio hoje a Tomar!


O seu nome é António Torrado
E há muito que escreve histórias
De animais e outros que tais!
Histórias de grilos e tambores,
Meninas e mercadores!
E há um livro onde diz
Que tudo começou
Com uns sapatos de verniz
Que ele tanto adorou!
Uns sapatos de verniz
Que o levaram a voar
Em casa de um dupla-tia
Onde ele tinha ido parar!




É que os sapatos
Apertavam tanto
Que ele se pôs a imaginar…
E vejam bem no que isto deu


Foram histórias e mais histórias
Que passou a inventar
Umas tristes, outras cómicas...
E outras de pasmar!
Mas voltando ainda aos sapatos
Aqui vamos apresentar
Alguns poemas que escrevemos
Para o escritor homenagear!
Lá vem a Nau Catrineta
Que tem muito que contar


É a história de um escritor
Que veio hoje a Tomar!
À nossa biblioteca
O seu nome veio dar.
E no meio disto tudo
Só queremos acrescentar
Que o nome António Torrado
É um nome para lembrar.

E agora a Nau Catrineta,
Cansada de viajar
Vai aportar na biblioteca
Para ler e descansar!


Texto colectivo do 5º E
20/04/2010


Sem comentários: