Número total de visualizações de página

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Sophia de Mello Breyner Andresen

Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu a 6 de novembro de 1919, no Porto. Nome incontornável da literatura portuguesa, Sophia escreveu diversos contos, histórias para a infância, artigos, ensaios e teatro. Mas é sobretudo na poesia que se destaca. Autora de 14 livros de poesia, recebeu diversos prémios, entre outros, o Prémio Camões (1999), o Prémio Poesia Max Jacob (2001) e o Prémio Rainha Sofia de Poesia de Poesia Ibero-Americana (2003).
A infância e a juventude constituem um espaço de referência na obra da autora. O contacto com a Natureza e com o Mar, em particular, marcam também a sua escrita. 
Autora de "Contos exemplares", Histórias da Terra e do Mar", "Mar Novo", "Livro Sexto", "Geografia", entre muitos outros, Sophia de Mello Breyner Andresen é, sem dúvida, uma das escritoras contemporâneas com maior projeção nacional. Viria a falecer no dia 2 de julho de 2004.

As Bibliotecas Escolares do Agrupamento decidiram assinalar a data do nascimento desta grande senhora da literatura portuguesa com diversas iniciativas: leitura de poemas da escritora; mostra documental; projeção de um documentário sobre a vida e obra de Sophia (que pode ser visto aqui) na biblioteca, entre outras atividades.

Para descobrir (ou redescobrir) Sophia, convidamo-los a visitar as seguintes propostas:



O conto de A menina do mar (audio)


Filme de João César Santos, de 1970, sobre Sophia de Mello Breyner  Andresen:

PARTE 1

PARTE 2



Na Biblioteca António Torrado, existem vários livros de Sophia.
Estão à vossa espera! Venham conhecê-los!


Contos para a infância







Outros contos...




Poesia...



Boas leituras na companhia de Sophia!




sábado, 2 de novembro de 2013

"Tu tens o que milhões não têm: LIBERDADE DE EXPRESSÃO"

"A SIC Esperança, em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares, lança o projeto Liberdade de expressão e redes sociais destinado a promover, entre os mais jovens, a reflexão sobre o caráter essencial da liberdade de expressão nas sociedades democráticas e o importante contributo das redes digitais do século XXI no alargamento do acesso à informação e à comunicação interativa. Pretende, igualmente, identificar e prevenir riscos e abusos ligados ao seu uso.
Poderão concorrer os alunos do 3º ciclo do ensino básico (idade igual ou superior a 13 anos) e do ensino secundário, através da apresentação de trabalhos de grupo com conteúdos originais e em formato de texto, vídeo, podcast, banda desenhada, fotografia ou desenho (ver Regulamento).  (...) A mesma escola pode apresentar vários trabalhos a concurso, até ao dia 22 de novembro de 2013."
Fonte: http://rbe.min-edu.pt/

Imagem: http://rbe.min-edu.pt/np4/1041.html

Para saberes mais sobre o concurso e conhecer o regulamento, consulta a página: http://rbe.min-edu.pt/np4/1041.html


Sabias que a liberdade de expressão é um direito consagrado na Constituição da República Portuguesa?

"Artigo 37.º 
(Liberdade de expressão e informação) 

1. Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações. 

2. O exercício destes direitos não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo ou forma de censura. 

3. As infracções cometidas no exercício destes direitos ficam submetidas aos princípios gerais de direito criminal ou do ilícito de mera ordenação social, sendo a sua apreciação 
respectivamente da competência dos tribunais judiciais ou de entidade administrativa 
independente, nos termos da lei. 

4. A todas as pessoas, singulares ou colectivas, é assegurado, em condições de igualdade e eficácia, o direito de resposta e de rectificação, bem como o direito a indemnização pelos 
danos sofridos."


Podes consultar a Constituição da República Portuguesa na página da Assembleia da República ou aqui.
Num planeta em que muitos povos, oprimidos, vivem fechados ao mundo, sem acesso à informação e sem poderem manifestar a sua opinião abertamente e sem medo: TU TENS O QUE MILHÕES NÃO TÊM, LIBERDADE DE EXPRESSÃO!


Imagem: http://www.consciencia.net/

Por isso, desafia os teus colegas e os teus professores e participa!