quinta-feira, 29 de abril de 2010

Dia 20 de Abril vai ficar para sempre na história do nosso Agrupamento…
















Dia 20 de Abril – Homenagem a António Torrado – Biblioteca António Torrado
A Escola-sede deste Agrupamento atribuiu à sua Biblioteca o nome de António Torrado pois, António Torrado, foi seguramente o autor que mais nos visitou durante os nossos 40 anos de Escola Viva. Em todas as suas visitas distribuiu sempre novas histórias, novos sorrisos e uma alegria e humor contagiantes… Eis a Homenagem justa a um escritor que não se cansa de dizer que é de Tomar do coração, pelas actividades que já participou nesta terra, tais como, Festival de Cinema para a Infância e juventude, para além das visitas às Escolas e ainda pelo trabalho desenvolvido com pessoas de Tomar, com António de Sousa e João Mota, obras sobre o também tomarense, Fernando Lopes Graça.
António Torrado tem um historial muito rico de ligação às crianças e jovens do nosso país, não só pelas obras que lhes tem dedicado como pela disponibilidade que tem dispensado às escolas, proporcionando momentos inesquecíveis a sucessivas gerações… É um comunicador que desde logo cria uma empatia com as crianças e jovens, ávidas das suas histórias e de o conhecer mais e melhor, através das imensas perguntas e trabalhos com que o presenteiam!
António Torrado é poeta, ficcionista, dramaturgo, autor de manuais escolares e de obras de pedagogia e de investigação nesta área, conta com cerca de 140 títulos editados, para além da História do Dia… Foi ainda jornalista, editor, professor, produtor e teve vários prémios e distinções ao longo dos seus 40 Anos de carreira.
Fizemos a festa na nossa escola que constou do encontro do escritor com os alunos, durante toda a manhã, com uma cerimónia com convidados e os nossos alunos representantes das várias Turmas, com teatro, declamação e música. Será, de certeza, um dia que ficará na memória de todos e atravessará gerações…
Algumas palavras que os alunos lhe dedicaram:


Ouvi agora senhores uma rima de pasmar:
Alguns versos são a sério
E outros só a brincar.


Tantas histórias deste autor
Que parecem não ter fim…
São mais de uma centena
Que já as contei para mim.

Há fábulas fabulosas,
Muitas histórias de animais.
São histórias maravilhosas
Até para contar aos pais!

Do veado ao caracol,
Do elefante ao rouxinol,
Da galinha ao pinto pintão,
Até às riscas dum leão.

Tudo isso faz sentido,
És até bom orador,
Mas todos aqui bem sabem
Que ele é um grande escritor!

Calem-se lá um bocadinho
E ponham a conversa de lado!
Dêem agora as boas-vindas
Ao famoso António Torrado.


Texto colectivo do 5.º C
Escola EB 2,3 Gualdim Pais de Tomar, 20 de Abril de 2010

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Visita de estudo a Lisboa



No dia 19 de Abril os alunos do 6º A, B e C foram a Lisboa numa visita de estudo assistirem à peça de teatro: “As aventuras de Ulisses” e visitarem o Palácio Nacional de Queluz.
Essa visita foi organizada pelas disciplinas de Língua Portuguesa e de História e Geografia de Portugal. A viagem realizou-se em dois autocarros e as turmas partiram às 8:15 minutos.
No Colégio São João de Brito os alunos assistiram ao teatro que contava a história do regresso de Ulisses a Ítaca depois da guerra de Tróia. Os alunos gostaram muito porque as personagens eram divertidas, os cenários interessantes e a história engraçada.
Depois do teatro almoçaram num jardim junto ao Palácio de Queluz.
A visita ao Palácio iniciou-se às 15 horas. Houve um guia por cada turma que explicou alguma da história do Palácio ( salas, jardins e seus habitantes). No final da visita houve um teatro de Robertos e o jogo do Pélelé nos jardins do Palácio.
A viagem de regresso foi muito animada. Todos os alunos adoraram a visita e acharam-na muito interessante. Foi um dia inesquecível! Os alunos esperam que se volte a repetir!!

Os alunos do 6º A e 6º B

terça-feira, 27 de abril de 2010

Recepção ao escritor António Torrado

Ouvi agora senhores
Uma rima de pasmar:
Alguns versos são a sério
E outros só a brincar.

Tantas histórias deste autor
Que parecem não ter fim…
São mais de uma centena
Que já as contei para mim.

Há fábulas fabulosas
Muitas histórias de animais.
São histórias maravilhosas
Até para contar aos pais!
Do veado ao caracol
Do elefante ao rouxinol
Da galinha ao pinto pintão
Até às riscas dum leão.

Tudo isso faz sentido,
És até bom orador.
Mas todos aqui bem sabem
Que ele é um grande escritor.

Calem-se lá um bocadinho
E ponham a conversa de lado.
Dêem agora as boas-vindas
Ao famoso António Torrado!

Texto colectivo do 5.º C

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Inauguração da biblioteca António Torrado


Os alunos do 6º B produziram trabalhos para a exposição na biblioteca sobre os livros de António Torrado. Os trabalhos foram realizados nas aulas de Língua Portuguesa e Estudo Acompanhado.Além de uma banda desenhada também se comentaram livros e contos do autor- " O macaco de rabo cortado", " Zé das Moscas ", " O meu amigo patinador" e outros.

Sabes o que é o "DNI español"?


A fim de promover o gosto pela cultura e civilização espanhola, assim como a aprendizagem da língua dos nossos vizinhos, por ocasião do dia 12 de Outubro, “día de la Hispanidad o de la raza” – dia festivo e feriado em Espanha, foram realizados e afixados trabalhos da autoria dos alunos de 7º ano (em cima podes ver os DNI´s do 7ºB e na zona inferior os do 7ºC).
Assim e com o objectivo de dar a conhecer um dos principais símbolos da identidade espanhola – “el D.N.I” ou “Documento Nacional de Identificación” – os nossos alunos deram asas à criatividade e elaboraram o seu Bilhete de Identidade, versão castelhana, respeitando todos os requisitos necessários.
O resultado esteve à altura do desafio e acessível a toda a comunidade escolar, permitindo o contacto de todos com a realidade socio-cultural espanhola e a aquisição de mais alguns conhecimentos sobre “nuestros hermanos”.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

segunda-feira, 19 de abril de 2010

A very simple poem

A Poet

Pen and paper
Over and over
Encouraging our mind
Till the end!



Ana Freitas
José Miguel
Miguel Gomes
9º D

Ouviram falar do Dia de Reis com sabor a Espanha?


No âmbito da quadra natalícia, os alunos de Espanhol realizaram uma série de actividades destinadas a celebrar, de acordo com as tradições espanholas, os dias festivos relativos a essa época:
Assim, foram elaboradas pelos alunos dos diferentes níveis as tradicionais “tarjetas navideñas”, as quais foram devidamente expostas no nosso polivalente no final do 1º período.
Para além disso e de modo a dar a conhecer um pouco mais sobre a magia do Natal por terras de Espanha os alunos do 8º ano apresentaram trabalhos sobre as tradições natalícias existentes no país vizinho e nos diferentes países de fala hispana.
Por fim, encerrou-se esta quadra com uma das maiores tradições natalícias da vizinha Espanha: a troca de presentes no dia 6 de Janeiro – “El Día de los Reyes”. Assim, todos os alunos das diferentes turmas receberam um protótipo de “Carta a los Reyes” que eles tiveram de preencher, fazendo um balanço do seu comportamento ao longo do ano, dos seus gostos e indicando quais os presentes que gostariam de receber no dia 6. Após a troca entre alunos das ditas cartas, durante a interrupção escolar, cada aspirante a “castelhano” teve de dar asas à sua imaginação e elaborar uma prenda para o seu “amigo secreto” a partir dos comentários feitos na carta e das informações que tem sobre esse colega. Assim se cumpriu, em Tomar, uma pura tradição espanhola e os nossos alunos ofereceram e receberam a tão esperada prenda surpresa, rica em criatividade e originalidade! Escusado será referir a alegria e euforia que invadiu os participantes, mas para que possam imaginar, facultamos-vos algumas amostras do que foi a festa “del dia de los Reyes”
Poderás ver as restantes fotos das outras turmas de Espanhol (7º B, 8º C, 9º B e 9ºC), consultando o Blog "Ler e saber... dá saúde e faz crescer".

sábado, 17 de abril de 2010

A Peça "Sherlock Holmes and the Case of the Disappearing Doctor" pelos alunos do 6º ano






CONVERSAS em torno da LEITURA - 2º Encontro

No passado dia 24 de Março, entre as 19 h 30 e as 21h, realizou-se o 2º encontro “Conversas em torno da Leitura” na Biblioteca desta Escola. A actividade foi dinamizada pelas professoras que leccionam os cursos EFA, RVCC e Português para Estrangeiros. O encontro inseriu-se no Plano Anual de Actividades com o propósito de assinalar a Semana da Leitura, entre os adultos que estudam à noite.

Numa biblioteca recentemente remodelada, tendo como pano de fundo a Feira do Livro, os nossos adultos foram lendo excertos de obras ou recitando poemas tendo sempre o cuidado de explicar ao público porque é que tinham escolhido aquele livro ou poema. Alguns adultos recitaram poesia feita por si. Os adultos que frequentam as três turmas de Português para Estrangeiros também participaram com entusiasmo na leitura. Inserindo-se na temática “ler com outros sotaques”, fizeram uma leitura no seu idioma nativo depois de terem resumido o que iam ler. E assim tivemos o privilégio de ouvir ler em chinês, paquistanês, sul-coreano, inglês e ucraniano.

De seguida, os presentes foram convidados a participarem em novos encontros que se realizam mensalmente tendo como temática a leitura, projecto dinamizado todas as primeiras quintas-feiras do mês, entre as 19 h e as 19 h 45, sendo a próxima sessão realizada no dia 15 de Abril, devido à interrupção lectiva da Páscoa. Apelou –se a que os adultos participassem e trouxessem as suas crianças pois ,pelo exemplo, os pais podem conseguir que os filhos se interessem pela leitura, pilar de uma sociedade mais culta. Finalizando o nosso alegre e proveitoso convívio, os adultos foram convidados a registar numa cartolina o nome dos livros dos quais aconselham a leitura para memória futura.

Prof. Elisabete Gomes Antunes

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Ainda se lembram do nosso Natal europeu?




Feliz Natal, Joyeux Noël, Feliz Navidad e Merry Christmas….foi ao som destas palavras que se viveu o espírito natalício na nossa escola graças aos nossos alunos dos 2º e 3º ciclos. De facto, todos eles foram os dinamizadores de iniciativas originais que envolveram algumas das línguas europeias mais emblemática e permitiram, a todos, colocar em prática alguns dos seus conhecimentos lexicais e culturais, através, por exemplo, da elaboração de quatro inéditas bandeiras.
Também a actividade “Ciclo de leituras de Natal”, ao envolver os alunos no processo de ensino/aprendizagem, propiciou-se um contacto directo com as línguas estudadas e criou um ambiente único de troca e partilha entre os mais novos e os mais graúdos!
Assim sendo e como tudo o que começa bem, acaba bem….. para todos…. um Bom Ano de 2010, Bonne Année, Feliz Año Nuevo ou se preferirmos Happy New Year…

terça-feira, 13 de abril de 2010

Going to the theater


A Midsummer Night’s Dream

It was a very funny play because the actors which performed the theatre were able to introduce in it, a variety of jokes and these, made the play, a comedy. The interaction with the public created a true and unique experience.

The actors introduced the play with a conversation between Shakespeare, the girl he loved and that girl’s boyfriend. Shakespeare was trying to get noticed by the girl he loved, but she was more interested in her boyfriend, so Shakespeare performed “A Midsummer Night’s Dream”, with them in which he and the girl were in love.


“A Midsummer Night’s Dream” was about four young lovers: Demetrius, Lysander, Hermia and Helena. Hermia and Helena were best friends. Egeus was Hermia’s father and wanted her to marry Demetrius, but Hermia loved Lysander. If she didn’t marry Demetrius, she would die or become a nun. Oberon and Titania were The King and Queen of The Fairies, Puck, who was a fairy, was Titania’s servant.

Hermia and her lover, Lysander decided to run into the forest. Hermia told Helena about her plan, but Helena informed Demetrius to conquer his love. Demetrius and Helena followed the young couple through the woods.

Oberon and Titania argued about an orphan child because Oberon wants him to be his servant and Titania refused. Oberon told Puck to go get a flower, which when squeezed, poured a magical juice into people’s eyes and made them fall in love with the first person they saw. Puck squeezed the flower into Titania’s eyes while she was asleep. Oberon sent Puck to pour some juice into Demetrius eyes, due to his evil acts in the forest, but, Puck poured the juice into the wrong person – Lysander. When he got back to Oberon, he told him about his mistake and, Puck got back into the forest. Puck squeezed the flower into Demetrius eyes and, when both woke up, they saw Helena and, fell in love. Since both of them loved Helena, they got into an argument over her. Oberon sent Puck to remove the spell from Lysander’s eyes so he fell in love with Hermia again.

At the end, the four lovers were all in love with the right person: Hermia with Lysander, Helena with Demetrius. For them, it was only a dream and at night the fairies entered their houses and blessed them.

Just like last year, the actors have done magic again . . .

José Cristóvão, no. 9, 9th D

Ida ao teatro


Sonho de Uma Noite de Verão


A peça a que assisti, “ Sonho de Uma Noite de Verão”, em versão inglesa e da autoria de Shakespeare, deixou-me curiosa pela quantidade de personagens que nela existem e pelo ambiente de magia que está sempre à sua volta. A história em si decorre num bosque/ floresta, onde se escondem as personagens. Trata-se de uma espécie de comédia, toda feita de fugas, perseguições e equívocos.

Teseu, um herói grego, está para casar com Hipólita, a rainha das amazonas. Hérmia e Lisandro escondem-se no bosque, porque o pai dela quer que ela case com Demétrio. Helena, por sua vez, revela a Demétrio onde estão os fugitivos e dirigem-se para a floresta à procura do casal. Aqui habitam fadas que vêm ao casamento do Duque. O rei dos Duendes, Oberon, manda Puck, seu criado, usar uma poção mágica nos olhos dela enquanto dorme; esta poção faria a rainha apaixonar-se pela primeira pessoa que ela visse ao acordar. É neste momento que surge a maior das confusões: Puck engana-se e utiliza a poção sobre Lisandro, o qual se apaixonou por Helena. Depois, no mesmo bosque, realiza-se o ensaio de uma peça de teatro que irá ser representada na festa de casamento do Duque. Puck lembra-se de pregar uma partida a Titânia: usando a poção mágica, faz com que esta se apaixone por um dos actores da peça (lembro-me que tinha uma máscara de burro). Por fim, Oberon recorre mais uma vez à magia e volta aos sentimentos iniciais. O Duque acaba por convidar os dois casais para o seu casamento e assim terminou esta peça a que assisti, com três casamentos.

Esta peça deixou-me um pouco confusa, visto ter muitas personagens e muitas acções que se sucediam quase em simultâneo. No entanto, porque se trata de uma peça cómica e com alguma magia à sua volta, foi interessante assistir à mesma.


Soraia Falcão, nº15, 9ºD

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Provérbios populares

Em Abril águas mil.

Mais vale um pássaro na mão,do que dois a voar.

Pela boca morre o peixe.

De manhã nevoeiro,de tarde soalheiro.

Água mole em pedra dura,tanto bate até que fura.

É de pequenino que se torce o pepino.

A cavalo dado não se olha o dente.

Quem tudo quer tudo perde.

" A Voz do Gualdim" - Programa 5

video

" A Voz do Gualdim" - Programa 4

video

"A Voz do Gualdim" - Programa 3

video