Número total de visualizações de página

domingo, 26 de janeiro de 2014

27 de janeiro, Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto

No próximo dia 27 de janeiro, comemora-se o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. Para assinalar a data, a Biblioteca Escolar António Torrado promove um ciclo de cinema dedicado à temática.




O Dia Internacional em Memória  das Vítimas do Holocausto foi criado pela Assembleia-Geral das Nações Unidas através da Resolução 60/7, de 1 de novembro de 2005, e a data escolhida para esta evocação coincide com o aniversário da libertação do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, pelas tropas soviéticas, em 1945.

Entrada do campo de concentração de Auzwitz-Kirkenau
(Imagem: http://www.ushmm.org/wlc/ptbr/media_ph.php?ModuleId=10005189&MediaId=814)

Visita as seguintes páginas:

Fonte: http://www.ushmm.org/

"No âmbito da evocação do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, que anualmente se comemora no dia 27 de janeiro, a Direção-Geral da Educação do Ministério da Educação e Ciência realizou um webinar subordinado ao tema Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto - Aprender com o Passado, Ensinar para o Futuro."


Para aceder ao Webinar, clica aqui.


A Biblioteca António Torrado convida-te a visitares a biblioteca no dia próximo dia 27 de janeiro, onde te espera uma pequena mostra bibliográfica sobre a temática em foco e o primeiro filme que dará início ao nosso Ciclo de Cinema, "O rapaz do pijama às riscas".


ESPERAMOS POR TI!


domingo, 19 de janeiro de 2014

Eugénio de Andrade

O poeta Eugénio de Andrade, pseudónimo de José Fontinhas, nasceu em 19 de janeiro de 1923, em Póvoa da Atalaia, no Fundão. (Faria hoje 91 anos.) Viveu em Castelo Branco, Lisboa, Coimbra, onde terminou o liceu, e no Porto, onde passou muitos anos da sua vida.  Começou a escrever muito cedo, tendo publicado o seu primeiro poema aos 16 anos, "Narciso". Da sua obra, contam-se mais de vinte livros de poesia, vários livros em prosa e traduções de textos de escritores estrangeiros. Podem consultar a sua bibliografia aqui. Destacam-se ainda dois livros dedicados aos mais pequenos: "Aquela nuvem e outra" e "A égua branca".
É considerado um dos maiores poetas portugueses contemporâneos, tendo recebido vários prémios, de entre os quais destacamos: o Grande Prémio de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores (1989); o Prémio Vida Literária, em 2000 (atribuído pela APE); o Prémio Camões (2001).
A 8 de Julho de 1982 foi feito Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada (destina-se a distinguir o mérito literário, científico e artístico). A 4 de fevereiro de 1989 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito.
A 22 de Março de 2005, foi distinguido, juntamente com a escritora Agustina Bessa-Luís, com o doutoramento “Honoris Causa”, atribuído pela Universidade do Porto durante a cerimónia do 94.º aniversário da sua fundação.
Faleceu a 13 de Junho de 2005, no Porto. 

Ilustração de Cristina Valadas


Os Amigos


Os amigos amei 
despido de ternura 
fatigada; 
uns iam, outros vinham, 
a nenhum perguntava 
porque partia, 
porque ficava; 
era pouco o que tinha, 
pouco o que dava, 
mas também só queria 
partilhar 
a sede de alegria — 
por mais amarga. 


Eugénio de Andrade, in "Coração do Dia"


Convidamo-lo a assistir ao programa Ler+ Ler melhor , dedicado à obra que consagrou Eugénio de Andrade,  As mãos e os frutos:


Partilhamos ainda "O Sorriso", pela voz do próprio Eugénio de Andrade:


O sorriso

Creio que foi o sorriso, 
o sorriso foi quem abriu a porta.
Era um sorriso com muita luz
lá dentro, apetecia
entrar nele, tirar a roupa, ficar
nu dentro daquele sorriso.
Correr, navegar, morrer naquele sorriso. 
   

Eugénio de Andrade, in "O outro nome da terra"



Para saber mais sobre o poeta e a sua obra:

http://saldalingua.wordpress.com/category/galeria-de-eugenio/ (A propósito da obra de Eugénio de Andrade)